Total de visualizações de página

sexta-feira, 26 de junho de 2015

BADMINTON EM SÃO LUIS: SHUTTLE TIME

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL PROMOVE SHUTTLE TIME EM SÃO LUIS



Nem o mais aventureiro dos hindus acreditaria que quase 700 anos após sua invenção, o poona, nome inicial do esporte de peteca, alcançaria tanta proporção no mundo, chegando a ser jogado a milhares de quilômetros de sua região e alcançando a incrível marca de segundo esporte mais praticado no mundo, perdendo apenas para o futebol.



 E, detalhe: somente por questão de tempo. Em breve, se continuar o trabalho sério que se faz e com as pessoas que o procuram, o Badminton não custará a estar no topo. Aguardem e verão.


Já os ingleses, que deram destaques ao esporte em 1850, quando o conheceram através dos oficiais do exército britânico, não teriam trabalho em acreditar que na ilha de São Luis, capital maranhense, a Federação Internacional de Badminton promoveria o programa chamado de "SHTTEL TIME,' o qual objetiva capacitar os professores e amantes do esporte, além do fato de doar material para incentivar a prática com o esporte nas escolas e locais em que as crianças não tenham acesso.

O evento foi realizado em São Luis com a presença de representantes de várias cidades do Maranhão.  Destaque para os experientes Flaubert e seus companheiros amigos de Timon, onde o Badminton tem grande influência não só no estado como no Brasil, Bruno Oliveira e Joelson de Presidente Dutra, Mike de Codó, Zaira e Clarindo Neto de São Luis, São José de Ribamar, Sandra, Secretária de Esportes de Pinheiro e seus professores, e quem vos escreve, Professor Rubinho representando Pedreiras e Trizidela do Vale. E, claro, o grande Canhoto, que há muito levanta esta bandeira. O curso foi ministrado pelo Diretor de Desenvolvimento da Confederação Brasileira de Badminton e Monitor Internacional da BWF Elizeu Machado.


"O curso foi muito bom e espero que cada vez apareça estas oportunidades não somente pra gente que já conhece, mas para quem não a conhece ainda, pois o badminton é um aliado perfeito para as escolas brasileiras, especialmente as maranhenses, com pouca ou quase nenhuma estrutura para a prática de esportes tradicionais, o que faz do badminton muito acessível haja visto que sua prática se faz em pequenos ambientes. Muito feliz, principalmente por ter recebido o material para promover minhas atividades em minha região." Afirmou um professor participante do curso.

Elizeu Machado passando sua experiência para os professores maranhenses.

Clarindo Neto, professor do Colégio Militar 2 de Julho.

Professor Rubinho em mais uma capacitação de Badminton.


Feras do Badminton maranhense: Flaubert e Mike.

Galera do Colégio Militar.
Prática de inclusão social através do badminton.
Canhoto fazendo o discurso de encerramento.
Professor Rubinho, Elizeu Machado e Bruno Oliveira.
 
Galera do Colégio Militar, do Professor Clarindo Neto, que compareceu ao curso.



Histórico NO MUNDO
Criado pelos hindus, no século 13, o Badminton (chamado inicialmente de POONA) só teve maior destaque quando foi levado para a Inglaterra por oficiais do exército britânico, em 1850.
Praticado na Inglaterra pela primeira vez na propriedade de Badminton, em Glaucestershire, o esporte se organizou em 1934, com a fundação da Federação Internacional de Badminton.
Hoje 153 países são filiados à FIB, que levou o Badminton a ser o segundo esporte mais praticado no mundo perdendo apenas para o futebol.
Esporte de exibição nas Olimpíadas de Munique/1974 e de Seul/1988, o Badminton foi oficializado, e passou a valer medalhas em Barcelona/1992. Logo na estréia como esporte olímpico, 1 bilhão e 100 mil pessoas assistiram aos jogos do Badminton pela televisão.
NO BRASIL
O badminton ganhou sua primeira competição oficial em solo brasileiro com a realização da I Taça São Paulo. Nove anos depois, um passo decisivo para o desenvolvimento da modalidade no país: a criação da:Confederação Brasileira de Badminton-CBBd.
Em 1995 o badminton do Brasil participa pela primeira vez dos Jogos Panamericanos e do Campeonato Mundial de Equipes Mistas - Sudirman Cup, tendo ficado em 3º lugar no seu grupo de cinco países. Em 1997 e 1999 o Brasil ficou, respectivamente em 5º e 4º no seu grupo de 8 países.
Em 1996, durante os jogos realizados em Atlanta – EUA, o atleta Paul-Erik Hoer Larsen da Dinamarca, sagrou-se campeão olímpico de Badminton. Este fato surpreendeu os especialistas e espectadores da modalidade pois derrubou a hegemonia asiática que já perdurava anos.
A partir desta olimpíada, o Badminton obteve uma maior cobertura da mídia, em especial, dos canais de televisão por assinatura especializados em esportes. estas transmissões permitiram a mais pessoas conhecerem a velocidade e a beleza dos seus jogos.
Em 1999 o Brasil participou dos Jogos Panamericanos de Winnipeg no Canadá tendo alcançado o 4º lugar em duplas masculino, ficando muito próximo de conquistar uma medalha de bronze.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

DEDADA DE JOGADOR CHILENO TÁ DANDO O QUE FALAR

Roger Flores diz que já esteve na pele de Cavani: "É pior que tomar um soco"

Comentarista do SporTV diz que artifício da "mão boba" de Jara é comum dentro dos gramados, mas explica que a reação depende do estado emocional de quem sofre

Por Rio de Janeiro

Longe dos gramados desde 2012, quando deixou o Cruzeiro e anunciou a sua aposentadoria, Roger Flores lembrou dos tempos de atleta para comentar o polêmico episódio que envolveu Gonzalo Jara e Edinson Cavani no confronto entre Chile e Uruguai, pelas quartas de final da competição. Por conta da mão bobao chileno, o atacante uruguaio aplicou um tapa no adversário e acabou expulso pelo árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci.
Jara mão boba Cavani (Foto: Reprodução Twitter)Mão boba de Jara em Cavani (Reprodução Twitter)
Ex-jogador de Fluminense, Corinthians, Flamengo, Grêmio, Benfica (POR) e Cruzeiro, o comentarista do SporTV afirmou que já foi alvo do artifício, que diz não ser raro dentro dos gramados pelo mundo. A reação, porém, em sua opinião, depende do estado emocional da "vítima".
– A gente que jogou sabe que isso acontece. E muito. Isso é pior que tomar um tapa, um soco, uma cuspida. Está mexendo (com seus princípios). Já (sofri) várias vezes. Já reagi agredindo, brincando: "Pô, vai devagar, dedo grosso" (risos). Tentando fugir de alguma forma. Mas tinha momento que você explodia como explodiu o Cavani. Se está mais tranquilo, você até brinca e sacaneia o outro cara. O estado emocional decide o que vai acontecer naquele segundo. É uma reação automática - disse o ex-jogador, durante o "Seleção SporTV" desta quinta-feira.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

APAIXONADOS POR MOTOS: Estilo Café Racer se difunde e vira até alternativa contra roubo da moto

A motocicleta de baixa cilindrada, que sempre é lembrada como um veículo de trabalho (associada aos motofretistas -- ou "motoboys"), teve um momento de redenção no programa "Caldeirão do Huck", da TV Globo, no final de agosto. No quadro "Lata Velha", uma Honda CG, ano 2008, passou por uma transformação radical. A moto, com suas linhas ousadas, foi mostrada para milhões de telespectadores e fez sucesso.

Divulgação
Honda CG 2008 abriu portas ao estilo café racer após programa "Caldeirão do Huck"
O resultado inspirou as empresas Chimpa e TMC (esta do ex-piloto de Fórmula 1 Tarso Marques), que personalizaram a moto, a lançar uma linha de modelos de baixa cilindrada com design exclusivo. Mas elas serão bem diferentes daquela mostrada no programa e terão como base o estilo "café racer", de estilo despojado.
Assim como acontece com a indústria de roupas, o setor de motos também é influenciado por tendências. Atualmente, o estilo café racer parece ser a bola da vez. Nascido na Inglaterra, nos anos 1960, esteve sempre associado à rebeldia, ao rock, velocidade e à falta de frescura. Para os entusiastas, itens como carenagens, laterais e banco da garupa são supérfluos.
A tendência surgiu com os jovens ingleses que preparavam suas máquinas de marcas como Triumph, BSA e Norton para disputar pegas curtos, entre um café e outro -- daí o nome dado. Na busca por mais velocidade, a moto era depenada para perder peso e os motores recebiam preparação para ganhar potência.
Passado mais de meio século, o estilo café racer atravessou o oceano e ampliou seus seguidores também no Brasil, onde atrai desde quem quer uma moto exclusiva, até quem achou uma forma inusitada de proteger o patrimônio da ação de ladrões. Veja exemplos:

Pedro Menezes/Arquivo pessoal
Linhas ousadas transformam antiga CG 125 em café racer arrojada
VIDA NOVA
No Brasil, novos entusiastas convertem motos populares como a Honda CG 125 em máquinas únicas, cheias de atitude. Um deles é o designer gráfico Felipe Fagundes que vê na café racer um símbolo urbano. "A moto é um projeto de quatro amigos, queremos mostrar que é possível se deslocar no ambiente urbano, mantendo identidade própria, com charme e estilo".
Pedro Menezes/Arquivo pessoal
Apenas para comprovar, a velha CG era desse jeito.
Muitas vezes transformar uma moto velha em café racer pode ser mais prático e barato do que restaurar, pois nem sempre é possível encontrar as peças ou os preços são proibitivos. Rodrigo Cibantos, conhecido como Funai, da oficina Old Bikers e responsável pela transformação da CG 125, concorda. A moto seguiu a receita clássica: perdeu as laterais, para-lamas e outros itens "desnecessários", ganhou pintura exclusiva, novo escape e sistema de filtro de ar.  É difícil acreditar que se trata de uma sofrida Honda CG dos anos 1980.

Gustavo Sperotto/Arquivo pessoal
Honda CB 400, ano 1982, deu origem a café racer bem interessante
QUANTO CUSTA O SONHO
Não são apenas os jovens que se empolgam com o estilo. O engenheiro Gustavo Sperotto, 42 anos, de Bento Gonçalves (RS), sempre foi ligado nas clássicas dos anos de 1970. Com muita paciência, conseguiu ter a sua sonhada café racer na garagem. Sua opção foi uma Honda CB 400 1982 por conta da robustez do motor e da mecânica simples.
Para concretizar seu sonho, porém, gastou cerca de R$ 7.000 em peças e serviços.

Garagem Cafe Racer/Reprodução
Suzuki Intruder 250 perdeu peso e ganhou estilo inglês e cara de moto de corrida
SEGURO CAFÉ
Para o videomaker Douglas Studzinsk, de Santa Cruz do Sul (RS), a transformação é inspirada pelo "apelo vintage". Douglas publica o blog garagemcaferacer.com.br há dois anos e vê a cada dia aumentar o número de seguidores e adeptos do estilo. A imaginação sem limites permite aos aficionados transformar as motos de qualquer tipo. Até mesmo as pequenas custom, como a Suzuki Intruder 250, ou aventureiras como a Yamaha XTZ 600 Ténéré, já ganharam contornos de café racer.
Seja por opção visual ou custo, a transformação também garante mais tranquilidade em relação ao roubo.  Uma motocicleta café racer não é atrativa para o ladrão, afinal a moto tem poucas peças originais e pode ser facilmente diferenciada das outras.
Esse é um fator, que segundo Douglas, também tem atraído motociclistas.

Divulgação
Triumph Thruxton é café racer que chega pronta de fábrica
FAZER OU COMPRAR?
Quem curte o estilo tem dois caminhos: ou vai na loja e compra pronta ou se embrenha nos caminhos da personalização. Na primeira opção temos no Brasil a Triumph Thruxton. Uma releitura das clássicas inglesas dos anos de 1960 que oferece recursos de motos modernas, como injeção eletrônica e até freios ABS. Para ter uma dessa é preciso desembolsar R$ 32.490, assim, o mercado de usadas pode ser opção. Quem se empolgou também pode procurar uma das muitas oficinas que transformam qualquer moto em café racer. Ou se tiver conhecimento mecânico basta arregaçar as mangas e partir para o trabalho. Mas antes disso convém pesquisar muito.
Nessa pesquisa, a internet é uma aliada. As redes sociais permitem que o entusiasta encontre seus pares e troque ideias sobre o tema. Um exemplo é a comunidade Café Racer Brasil do Facebook (https://www.facebook.com/groups/caferacerbrasil) que reúne quase 8.000 internautas.

terça-feira, 23 de junho de 2015

Homem que ganhou título de ‘o mais feio de Uganda’ é pai pela oitava vez


Godfrey Baguma num clipe de música: ele é considerado o homem mais feio de Uganda
Godfrey Baguma num clipe de música: ele é considerado o homem mais feio de Uganda Foto: Reprodução/ Youtube/ Ugxtra Sam Yiga

O africano conhecido como o mais feio de Uganda é pai pela oitava vez. Godfrey Baguma, de 47 anos, contou a uma rádio local que sua esposa, Kate Namanda, de 30 anos, deu à luz a uma menina. O homem tem uma doença rara desconhecida e participou de uma competição em 2002, onde ganhou o título de mais feio, para ganhar dinheiro para a família. As informações são do jornal britânico “Metro”.
Antes de casar com Kate, ele teve outra esposa, com quem tem dois filhos, mas o casamento teve fim quando ele a flagrou com outro homem. Godfrey contou à rádio “KFM” que ficou com a atual mulher por quatro anos até que todos soubessem do casamento.
ADVERTISEMENT
“Eu não queria que eles me vissem até que tivemos uma criança porque eles com certeza a aconselhariam a me deixar. Ela me deixou quando estava grávida de seis meses, mas acho que depois ela aceitou seu destino e voltou dois meses depois”, contou Godfrey. Os dois estão juntos desde 2008 e já tem seis filhos.
Kate afirmou, também em entrevista à radio de Uganda que a aparência do marido não é problema. “Uma vez que você encontre um homem que você acha que é certo para você, não dê ouvidos ao que as outras pessoas dizem. Siga seu coração. Aparência física e dinheiro não devem ser um problema”, aconselhou. Atualmente, Godfrey ganha dinheiro fazendo aparições públicas e apresentações de stand-up comedy.

Corinthians empata com o Joinville e fecha a primeira fase na 3ª colocação

Precisando vencer e torcer por um tropeço do Carlos Barbosa diante do Floripa para ficar com a vice-liderança, Timão fica no 2 a 2 e não consegue alcançar seu objetivo

Por Joinville, SC

Buscando melhorar a sua colocação ao fim da primeira fase da Liga Nacional de Futsal (LNF), o Corinthians tinha uma missão um tanto complicada na última rodada, disputada na noite desta segunda-feira. Com dois pontos a menos que o segundo colocado, Carlos Barbosa, o Timão precisava vencer o Joinville, em Joinville (SC) e torcer por um tropeço do clube gaúcho, que enfrentou o Floripa na capital catarinense. Mesmo fazendo uma boa partida, os comandados de Fernando Ferretti não conseguiram superar o Joinville. O 2 a 2 no Centreventos Cau Hansen - gols de Valdin e Simi para o Alvinegro e Danilo Baron e Leco para o Tricolor - acabou sepultando as esperanças corintianas de fechar a primeira fase na vice-liderança. O Joinville avançou como 10º colocado.
Os 14 classificados para a segunda fase são: Orlândia, Carlos Barbosa, Corinthians, Jaraguá, Sorocaba, Alaf, Concórdia, Guarapuava, Assoeva, Joinville, Umuarama, São Paulo, Floripa e São José. Estão eliminados: Marechal Rondon, Blumenau, Cascavel, Atlântico Erechim, Minas e Tubarão. A organização da competição ainda não divulgou a tabela da segunda fase, na qual os 14 clubes estão divididos em duas chaves.
o jogo
O Joinville iniciou a partida pressionando o Corinthians. Aos dois minutos, Danilo Baron finalizou de média distância, a bola explodiu em Eka e se perdeu pela linha de lado. Um minuto depois, Pixote chutou da entrada da área e lá estava Guitta para fazer a primeira defesa. O Corinthians só foi assustar pela primeira vez aos seis, já com o seu segundo quarteto em quadra. Em jogada individual pela direita, Valdin bateu cruzado, e a bola passou rente ao poste direito de Djony.
Joinville Corinthians Liga Nacional de Futsal (Foto: Fabrízio Motta/Divulgação)O joinvilense Leco e o corintiano Valdin marcaram na partida (Foto: Fabrízio Motta/Divulgação)
Aos 11, o Timão teve a melhor chance do jogo até então. Em cobrança de falta de Munin, Djony deu rebote, e Gabriel emendou de primeira para uma incrível defesa do goleiro joinvilense. Dois minutos depois, o mesmo Gabriel recebeu na frente e carimbou a trave. Aos 17, Munin concluiu da entrada da área, e a bola explodiu em Junai, que salvou o Joinville de levar o gol.
O Corinthians continuou melhor no fim da primeira etapa, e, aos 19, Charuto desperdiçou ótima chance finalizando para fora, cara a cara com Djony. O Joinville também teve boa oportunidade antes do intervalo. Após receber lançamento longo, Leco pegou de primeira, e Guitta fez grande defesa, garantindo o 0 a 0 parcial.
Se faltou gol no primeiro tempo, a segunda etapa começou com a rede balançando logo no primeiro minuto. E foi um golaço. Após arrancar da sua quadra de defesa, Valdin deu lindo drible em Junai e bateu por baixo de Djony, que falhou ao tentar fazer a defesa: 1 a 0 para o Corinthians. O Joinville não demorou a empatar. Aos três, Pixote cobrou escanteio, e Danilo Baron cabeceou para igualar o marcador.
Danilo Baron Joinville Corinthians Liga Nacional de Futsal (Foto: Fabrízio Motta/Divulgação)Danilo Baron tenta levar o Joinville para o ataque marcado por Marinho (Foto: Fabrízio Motta/Divulgação)
O Corinthians esteve perto de voltar a passar à frente aos cinco, quando Nenê chutou cruzado, e Deives concluiu para fora, de dentro da área. Aos seis, Leco recebeu na frente e tocou na saída de Guitta para fazer 2 a 1 para os catarinenses. O Joinville mal teve tempo de comemorar, pois, logo após a saída de bola, Simi fez jogada individual e bateu prensando para igualar o marcador novamente.
O jogo continuou aberto nos minutos seguintes. Aos oito, Deives desperdiçou mais uma oportunidade ao tocar para fora, na frente de Djony. Três minutos depois, Marinho serviu Valdin na direita, e ele emendou para o gol. Atento, Djony fez a defesa. Aos 15, Eka foi lançado por Josué e tocou para fora, de frente para meta e sem marcação.
A três minutos do fim, Eka teve nova chance. Dessa vez, o pivô joinvilense recebeu passe em profundidade de Djony e chutou no canto para a defesa de Guitta. Aos 18, o técnico Fernando Ferretti lançou Leandro como goleiro-linha. Prontamente, Vander Iacovino fez o mesmo no Joinville colocando Danilo Baron na mesma função. Apesar de os dois times mais abertos, o placar da partida ficou mesmo em 2 a 2.
escalações
Joinville: Djony, Leco, Pixote, Danilo Baron e Eka. Entraram: Junai, Raul, Sinoê, Josué, Schineider, Daniel, Dé e Serginho. Técnico: Vander Iacovino.
Corinthians: Guitta, Marinho, Nenê, Gabriel e Simi. Entraram: Leandro, Valdin, Charuto, Thiago Carioca, Munin, Deives, Arthur e Rafael. Técnico: Fernando Ferretti.
outros resultados
Jaraguá 0 x 1 São José
Minas 0 x 3 Sorocaba
Orlândia 5 x 1 São Paulo
Blumenau 8 x 2 Tubarão
Floripa 2 x 3 Carlos Barbosa
Umuarama 2 x 2 Alaf
Marechal Rondon 2 x 1 Assoeva
Guarapuava 5 x 3 Atlântico Erechim
Cascavel 4 x 5 Concórdia

domingo, 21 de junho de 2015

RONALDINHO GAUCHO E LÉO MOURA NO VASCO!


Por Rio de Janeiro
Ronaldinho Gaúcho Querétaro (Foto: Reprodução / Facebook)Ronaldinho teve saída anunciada do Querétaro, e Vasco negocia com o jogador para sair da crise (Foto: Reprodução / Facebook)

Depois de acertar com Andrezinho e Herrera, Eurico Miranda se reúne com Assis, e acordo com craque de 35 anos está próximo. Presidente confirma a saída de Doriva

"Outros virão", disse Eurico Miranda ao confirmar o acerto com Andrezinho, numa aparição surpresa e relâmpago – menos de 60 segundos – na sala de imprensa do Vasco, na última sexta-feira. A resposta que ainda não veio em campo – neste sábado no Recife, o time perdeu mais uma (2 a 1 para o Sport) – provocou a saída do técnico Doriva e a movimentação do clube em torno de uma operação ousada: viabilizar a contratação de Ronaldinho Gaúcho. O astro brasileiro, duas vezes melhor do mundo e que no sábado deixou o Querétaro, é o nome de impacto que Eurico quer anunciar esta semana.

Um primeiro encontro com Assis, que cuida da carreira do irmão e em 1995 atuou no Vasco com Eurico como vice de futebol, ocorreu no início do ano, mas não houve avanços. O presidente se encontrou com Ronaldinho e Assis na casa do craque na Barra, e a conversa foi longa. Eurico sempre negou qualquer chance da contratação do meia – a última vez no programa "De cara", da rádio FM O Dia.
Pressionado após o péssimo início de competição, com o Vasco na zona de rebaixamento – é o último colocado, com três pontos, sem nenhuma vitória e cinco derrotas consecutivas –, a tentativa que era considerada quase impossível e que nunca foi assumida em entrevistas ou conversas extraoficiais virou viável. Em contato com a reportagem do GloboEsporte.com neste domingo, Eurico, desta vez, não negou o interesse e deixou no ar.

– Quando houver (a negociação), vai acontecer – disse o mandatário.

Com salário bem acima do teto de R$ 150 mil o Vasco, Ronaldinho deve ter participação em produtos oficiais do clube, com contratação viabilizada também através de ações de marketing. Não está descartado também que jovens jogadores, com potencial de vendas para o mercado de fora do país, tenham percentuais de direitos econômicos cedidos para viabilizar a chegada de R10.
Além de Andrezinho, ex-Botafogo, Grêmio e Corinthians. O atacante argentino chega ao Brasil nesta quarta-feira, quando assinará contrato até maio de 2016. Para o lugar de Doriva, o favorito é Celso Roth.

Léo Moura é o novo reforço do Vasco, crava rádio

Em 21/06/2015 19:11
 
Como diz a música cantada pela torcida, o Vasco "não para" de fazer contratações. Após a confirmação de Andrezinho e Herrera, além da possível chegada de Ronaldinho Gaúcho, a diretoria acertou a contratação do lateral Léo Moura, que está no Fort Lauderdale Strikers, dos Estados Unidos. O jogador não conseguiu se adaptar ao futebol americano e já havia demonstrado a vontade de voltar ao Rio de Janeiro.
Léo Moura, de 36 anos, já jogou pelo Vasco em 2002, com 30 partidas oficiais e seis gols marcados. O jogador deverá ser anunciado oficialmente pelo presidente Eurico Miranda na coletiva de imprensa nesta segunda-feira, às 11h, em São Januário. Além dele, o técnico Celso Roth também será confirmado como novo técnico, no lugar de de Doriva.

sexta-feira, 19 de junho de 2015

O JOGO DO LÁPIS POSSUÍDO É VERDADE OU MITO?


Charlie Charlie Challenge: O jogo do lápis possuído!

Vídeos mostram pessoas se assustando quando um lápis possuído pelo espírito de um demônio chamado Charlie se move sozinho! Mas qual é a verdade disso?
A  brincadeira surgiu na última semana de maio de 2015 no Twitter e logo se espalhou pelo mundo. Milhões usuários começaram a publicar vídeos com a hashtag #CharlieCharlieChallenge mostrando que parece ser fácil invocar o demônio mexicano Charlie.
O jogo consiste em escrever em uma folha de papel as palavras “sim” e “não” e sobre ela colocar dois lápis em forma de uma cruz. Os participantes precisam dizer em voz alta (e em inglês) a frase “Charlie, Charlie! Você está aqui?” para que o demônio Charlie se menifeste, movendo um dos lápis para lado do “sim” ou do “não” na folha!
A ideia é a de que, após invocado, Charlie responda às perguntas dos participantes da sessão!
Desafio propõe invocar o demônio mexicano Charlie através de lápis e uma folha de papel!
Desafio propõe invocar o demônio mexicano Charlie através de lápis e uma folha de papel!
Vídeos mostrando o susto que alguns adolescentes tomaram no momento da “manifestação” já alcançaram milhões de visualizações!
Será que há alguma verdade nessa invocação desse demônio mexicano? Qual será a explicação por trás desse fenômeno que tomou conta das redes sociais?
Assista a um compilado desses sustos e descubra a verdade sobre isso aqui no E-farsas:

Verdadeiro ou falso?

Apesar de muitas pessoas acreditarem que trata-se de um fenômeno paranormal (um padre no Estados Unidos chamou esse jogo de “atividade demoníaca” e proibiu seus fiéis de “chamarem” o demônio Charlie), é óbvio aqui que trata-se de apenas mais uma brincadeira que usa a gravidade para assustar o povo!
Como a base de contato entre os lápis é pequena e o atrito entre as peças é mínimo (aliado ao fato da ponta do lápis ser mais leve do que a outra extremidade), basta apena um assopro no lápis ou uma pequena vibração na mesa para que o lápis se mova.
O moderador do nosso grupo no Facebook, Riomar Bruno, fez um vídeo mostrando como é fácil de se forjar um possível “contato com os espíritos malignos”:

Para conseguir o feito acima, ele apenas editou o áudio do vídeo para ocultar o som da assoprada que deu no lápis. Podemos ouvir no vídeo a seguir o áudio original, onde dá para ouvir o assopro:

Não há um demônio mexicano com esse nome

Além disso, de acordo com a correspondente Maria Elena Navez, da agência de notícias BBC, não há nenhum demônio chamado ‘Charlie’ no México e a maioria das lendas mexicanas vêm da história antiga dos povos Azteca e Maya, ou a partir das muitas crenças que começaram a circular durante a conquista espanhola. Dessa forma, é quase impossível que um demônio mexicano tenha sido batizado de “Charlie”!

Origens

Não se sabe ao certo quando e onde surgiu essa lenda do Charlie Charlie Challenge tenha surgido, mas é bem provável que um vídeo publicado no YouTube em 2014 seja o início disso tudo! Um usuário mexicano postou o vídeo abaixo (talvez, surgindo aí a lenda de que o tal demônio seja do méxico):

Em janeiro de 2015, o site da loja virtual Pencils tentou (sem sucesso, na época) viralizar uma brincadeira usando dois lápis. Ali parece ter sido a primeira publicação “oficial” do “demônio mexicano”, mas a ideia custou a se tornar popular na web.
No dia 25 de maio de 2015, o usuário do Twitter, RicexGum publicou uma foto de uma folha de papel com dois lápis sobrepostos em forma de cruz, criando uma nova tendência nessa rede social, que se espalhou pela internet rapidamente.

Veja também: O Charlie Charlie Challenge NÃO foi um viral criado pelos produtores do filme A Forca!

Atualização 04/06/2015

Abaixo, um excelente vídeo do nosso amigo Iberê Thenório – do Manual do Mundo – explicando melhor os motivos do lápis se mexer tão facilmente:

Conclusão

A história do demônio Charlie é apenas uma brincadeira nascida nas redes sociais e não tem nada de sobrenatural nisso. Divirta-se!

quinta-feira, 18 de junho de 2015

MEC encerra inscrições para bolsas do Prouni no segundo semestre

Até as 18h desta quinta, 585.732 pessoas tinham feito inscrição no site.
Primeira chamada do Prouni sai na próxima segunda-feira (22).

Do G1, em São Paulo

prouni (Foto: prouni)Prouni encerrou as inscrições (Foto: Divulgação)
O Ministério da Educação encerrou as inscrições para a segunda edição do Programa Universidade para Todos (Prouni) na noite desta quinta-feira (18). Até as 18h desta quinta, o sistema tinha recebido inscrições de 585.732 pessoas interessadas em bolsas de estudos oferecidas na edição de meio de ano do programa.
O resultado da primeira chamada será divulgado na próxima segunda-feira (22). A segunda chamada sairá em 6 de julho. Os candidatos devem fazer a consulta do resultado no site do programa.
O Prouni vai oferecer 116.004 bolsas em instituições privadas de ensino superior para alunos com renda familiar bruta de até 3 salários-mínimos.
Serão 68.971 bolsas integrais e 47.033 parciais de 50%.  As inscrições  deverão ser feitas exclusivamente pela internet, no site do Prouni.
CRITÉRIOS PARA BOLSAS DO PROUNI
Nesta edição, somente poderá se candidatar ao processo seletivo do Prouni o candidato que tiver feito o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em 2014, obtido nota maior de 450 pontos e não tiver zerado a redação.
O candidanto também não pode ter concluído o ensino superior e deve atender a pelo menos uma das seguintes condições:
- ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública;
- ter feito ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista integral;
- ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada como bolsista integral;
- comprovar deficiência;
- ser professor da rede pública de ensino em exercício.
O programa concede bolsas integrais apenas para candidatos com renda familiar bruta mensal per capita de até 1,5 salário-mínimo. Já as parciais são dadas no caso em que a renda familiar bruta mensal per capita não exceda o valor de 3 salários-mínimos.

CRONOGRAMA DO PROUNI
O processo seletivo do Prouni será constituído de duas chamadas sucessivas.
Os resultados dos pré-selecionados estarão disponíveis na página do Prouni na internet, no dia 22 de junho na primeira chamada e no dia 6 de julho na segunda chamada.

O estudante pré-selecionado deverá comparecer à instituição de ensino para checar as informações prestadas em sua inscrição e eventual participação em processo seletivo próprio da instituição de 22 a 29 de junho na primeira chamada e de 6 a 10 de julho na segunda chamada.

No primeiro semestre de 2015, o sistema do Prouni ultrapassou a marca de 1,4 milhão de candidatos a poucas horas do fim das inscrições. No período, foram ofertadas 213.113 bolsas, sendo 135.616 integrais e 77.497 parciais. Houve bolsas em 30.549 cursos e em 1.117 instituições de ensino superior privadas.
São Paulo é o estado com o maior número de bolsas ofertadas. Ao todo, 18.470 bolsas integrais e 12,049, parciais.Com 165 bolsas, Roraima é o estado com menos vagas. São 158 integrais e 7 parciais.

A bolsa do Prouni só poderá ser concedida caso haja formação de turma no período letivo inicial do curso, o que ocorrerá somente se houver o número mínimo necessário de alunos matriculados. Os candidatos pré-selecionados para cursos nos quais não houver formação de turma serão reprovados, terão direito à bolsa apenas se já estiverem matriculados no respectivo curso.

Sisu, Prouni e Fies: qual diferença?
Tanto o sistema quanto o programa ou o fundo são gerenciados pelo MEC. O Sisu é a sigla para Sistema de Seleção Unificada. Através dele, instituições públicas - sem cobrança de mensalidade - selecionam alunos tendo como critério a nota do candidato no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

O Enem também é usado no Prouni (Programa Universidade para Todos). O Prouni considera as notas do Enem para conceder bolsas de estudos integrais ou parciais em universidades privadas - onde há cobrança de mensalidade. O foco são estudantes que saíram de escolas públicas e de baixa renda.

Já o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), que também é gerenciado pelo MEC, concede empréstimos a juros baixos para que estudantes paguem mensalidades em universidades privadas selecionadas pelo MEC.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

De carro, capixaba faz viagens de longa distância pela América Latina

Bancário já foi de Vila Velha para o Machu Picchu.
O último destino foi percorrer 10 mil quilômetros pelo nordeste do Brasil.

Ingrid Castilho Do G1 ES
Higor no deserto do Atacama, no Chile (Foto: Higor Lube/ Arquivo Pessoal)Higor no deserto do Atacama, no Chile (Foto: Higor Lube/ Arquivo Pessoal)
O trecho da música de Luiz Gonzagaa, "minha vida é andar por este país", virou lema na vida de um capixaba, que desde os 20 anos trilha viagens pelo Brasil e pelas Américas, sendo a maior parte de carro. O bancário Higor Lube, nascido em Alegre, região Sul do Espírito Santo, contou um pouco das suas aventuras para o G1.
Na última viagem realizada no inicio do ano, ele percorreu, junto de amigos, mais de 10 mil quilômetros para conhecer o nordeste brasileiro.
"Desta vez, e pela primeira vez, fui acompanhado de amigos. Nós conhecemos o que me faltava da América do Sul, o nordeste brasileiro. Várias cidades e parques nacionais estiveram em nossa rota, como a Chapada dos Veadeiros, os Lençóis Maranhenses e a Chapada Diamantina, além das belas praias nordestinas", falou Lube.
Foto do Velho Chico feita por Higor em uma de suas viagens (Foto: Higor Lube/ Arquivo Pessoal)Foto do Velho Chico feita por Higor em uma de
suas viagens (Foto: Higor Lube/ Arquivo Pessoal)
Além dessa viagem, o bancário também coleciona outras quatro de grande distância, a maioria feita sem companhia. Os destinos vão da serra catarinense ao sertão baiano, como de Vila Velha ao Machu Picchu.
“A maturidade chegou e, aos 20 anos, veio meu primeiro e atual emprego. Com um ano de trabalho, consegui economizar e dar entrada no meu primeiro carro. As férias se aproximaram e, então, surgiu a ideia: por que não fazer uma grande viagem de carro e já conhecer grande parte do Brasil de uma tacada só? E sozinho”, contou Higor.
O carro que o acompanhava era um Peugeot convencional, modelo 206, que recentemente foi trocado pelo modelo 307. E quando não é possível ir a todos os locais pelas quatro rodas, vale recorrer a outros meio de transporte, como barco, avião e ônibus.
“Na primeira, percorri 10 estados das 5 regiões brasileiras, o Distrito Federal, Paraguai e Argentina durante 30 dias. Já na segunda, resolvi ir do Oceânico Atlântico ao Pacífico por terra. Fui de carro de Vila Velha até Cuiabá e depois segui de ônibus até Lima, capital do Peru, passando por Rondônia, Acre, Cusco e Machu Picchu. E outras mais”, falou o capixaba.
Praia Venezulana, Punta de Arenas onde Higor registrou a foto (Foto: Higor Lube/ Arquivo Pessoal)Praia Venezulana, Punta de Arenas onde Higor registrou a foto (Foto: Higor Lube/ Arquivo Pessoal)
De acordo com Lube, além da emoção que o volante proporciona, o custo das viagens ficou baixo comparado a percursos em que o destino pode ser um só, com menos quilômetros rodados. Na estrada, Higor costuma conhecer uma cidade a cada dois dias.
“O custo é você quem faz. Pode-se gastar muito ou pouco. Nas minhas, eu tenho gastado uma média de R$ 4 a 6 mil . Mas compensa muito mais que uma viagem para Europa de avião, pelo tanto de lugares que se pode conhecer”, relatou.
“É uma oportunidade de desapego à sua rotina, muitas vezes cansativa e estressante. Um momento único, só seu"
Higor Lube
Belezas
Entre os lugares mais bonitos que visitou, estão as Cataratas do Iguaçu, os Lençóis Maranhenses, a Murada de Cartagena na Colômbia e Machu Picchu, a cidade inca perdida nos Andes Peruanos. Mas o melhor das viagens é a possibilidade de relaxar e conhecer um mundo diferente do de todos os dias.
“É uma oportunidade de desapego à sua rotina, muitas vezes cansativa e estressante. Um momento único, só seu, em que você decide seu tempo e suas vontades. Uma grande oportunidade para reflexão do que realmente é importante nas nossas vidas”, falou
Higor.
Higor em Manaus dando inicio ao mochilão (Foto: Higor Lube/ Arquivo Pessoal)Higor em Manaus dando inicio ao mochilão
(Foto: Higor Lube/ Arquivo Pessoal)
Viagens
Além de ir do Oceânico Atlântico ao Pacífico conhecer grande parte do Brasil em duas outras viagens, Lube também já fez um mochilão partindo de Manaus.
“Fui para Manaus, onde tudo começou. De lá foi ônibus até o fim da viagem. Segui pra Roraima, dei um pulinho na Guiana Inglesa, onde experimentei dirigir pela mão esquerda, e passei por Venezuela, Colômbia, Equador e Lima, no Peru, de onde retornei de avião pro Brasil”, relata.
Em meio a tanto chão, aventura é o que não falta. “Já me acidentei num posto de gasolina, caindo com o carro naquelas valas subterrâneas de manutenção de caminhão na fronteira com o Paraguai, e também matei uma ema, sem querer, atropelada em meio a plantações de soja no interior do Mato Grosso do Sul, mas, fora isso, tudo correu bem”, falou Lube.
Para quem tem o mesmo desejo de conhecer o mundo afora, o jovem deixou algumas sugestões.  “Argentina e Paraguai, bem ao lado, ou Bonito no Pantanal. Se quer um passeio mais aventura, sugiro os desertos e montanhas dos Andes, entre o Chile e Bolívia. Se quer algo mais histórico e cultural, vá conhecer a cidade murada de Cartagena na Colombia", indicou.
Higor e amigos no Deserto de Sal do Chile (Foto: Higor Lube/ Arquivo Pessoal)Higor e amigos no Deserto de Sal do Chile (Foto: Higor Lube/ Arquivo Pessoal)

terça-feira, 16 de junho de 2015

Seminário Nacional de Educação Profissional e Tecnológica acontece nessa quinta-feira, em São Luís


unnamedA Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI) realiza, na próxima quinta-feira (18), às 8h30, o Seminário Nacional de Educação Profissional e Tecnológica: o IEMA semeando futuros. O objetivo da atividade, segundo o secretário da pasta, Bira do Pindaré, é refletir as políticas de educação profissional e tecnológica a luz de experiências profissionais que deram certo em outros estados.
“Apresentaremos o projeto pedagógico e arquitetônico do IEMA (Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão), criado pelo governador Flávio Dino para implantação da rede de educação profissional e tecnológica do Maranhão”, adiantou Bira.
A implantação do IEMA prevê a oferta de ensino profissional e tecnológico de nível médio e superior em todas as modalidades. Em fase de estruturação, o Instituto vinculado à Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), conta com a colaboração do Instituto de Co-Responsabilidade pela Educação (ICE), referência na promoção qualificada do ensino em escolas públicas. O padrão já é desenvolvido em estados como Pernambuco e Ceará, com 160 e 60 instituições – respectivamente. A proposta é replicar as escolas em todo o território maranhense.
O diferencial está no modelo pedagógico adotado. Além das disciplinas tradicionais, os estudantes são preparados para planejar e praticar ações cotidianas. Para isso, é disponibilizada uma estrutura completa que inclui material didático, refeições, espaços de lazer, laboratórios e bibliotecas amplas, além de professores preparados e valorizados.
Entre as principais metas do Iema, está diminuir o índice de evasão escolar e de repetência e melhorar o desempenho dos maranhenses no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O acompanhamento individualizado permite com que os déficits sejam identificados e trabalhados constantemente.
A garantia de concluir o Ensino Básico com qualificação profissional é complementada com o Programa “Jovens Aprendizes”. Uma resposta do Governo Flávio Dino ao anseio de muitos maranhenses que não encontram lugar no mercado de trabalho. Pelo menos 17 mil pessoas participarão de estágios até 2018. Somado a isso, a Secti busca parcerias que possibilitam este acesso, respeitando as áreas de formação dos alunos.
A construção participativa do Iema prevê audiências públicas e outros espaços de debate com a sociedade civil. Assim, são respeitadas as características locais e regionais dos 23 municípios que receberão o Instituto. Uma equipe técnica, formada por engenheiros e arquitetos é responsável por visitar e aprovar os terrenos doados pelas prefeituras. Já foram vistoriadas áreas em Carutapera, Chapadinha, Paço do Lumiar, São Vicente Ferrer e Vitória do Mearim. Outros terrenos foram indicados em Coroatá, Dom Pedro, Estreito, Matões, Presidente Dutra e São Mateus.
Para o Secretário Bira do Pindaré, “o Iema traz oportunidades para toda a população maranhense, principalmente para os mais jovens. Utilizando as novas tecnologias, o Instituto vai levar educação onde o acesso ainda é dificultado e permitir com que o Estado se desenvolva. O Ensino, somado à Pesquisa e à Extensão, traz um retorno à sociedade, seja pela prestação de serviço de qualidade, seja pelo avanço acadêmico”.
A composição pedagógica está sendo elaborada através do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) e do Projeto Pedagógico Institucional (PPI). A previsão é que os documentos fiquem prontos no início de setembro.
O “Seminário Nacional de Educação Profissional e Tecnológica”, neste sentido, vem fortalecer o elo com a comunidade.  Segundo explicou Bira, o evento será esclarecedor no sentido de frisar a ofertar de educação básica aliada ao ensino profissionalizante de maneira gratuita para todo o Maranhão.
Confira da Programação do Seminário
Manhã
8:00h – Credenciamento
8:30h – Abertura pelo Governador do Estado do Maranhão, Flávio Dino
9:00h – Apresentação do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia (IEMA) pelo Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Dep. Bira do Pindaré.
9:30h – Foto oficial com prefeitos que já doaram terrenos
10:00h-11:00h – Conferência com a Profª. Drª. Maria José Pires Barros Cardozo – Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).
Coordenador da Mesa – Dep. Bira do Pindaré
Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação.
Tarde
14:00h-15:30h – Painel 1: Experiências de Educação Profissional e Tecnológica
Coordenador da Mesa 1 – André Bello
Secretário-Adjunto de Educação Profissional, Tecnológica e Inclusão Social
Antonio Almerico Biondi Lima
Superintendente de Educação Profissional do Estado da Bahia

Marcos Moura
Diretor Regional do SENAI-MA
Almerio Melquiades de Araujo
Coordenador do Ensino Técnico do Centro Paula Souza-SP
Paulo Fernando de Vasconcelos Dutra
Secretário Executivo de Educação Profissional de Pernambuco
15:00h as 15:30h – Intervalo
15:30h-17:00h – Painel 2: Experiências de Educação Profissional e Tecnológica
Coordenador da Mesa 2 – Jhonatan Almada
Secretário-Adjunto de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Maria Alves de Melo
Orientadora da Célula de Currículo e Desenvolvimento do Ensino Técnico do Ceará

Katiane Almeida Batista
Coordenadora de Desenvolvimento Profissional do SEST/SENAT-SP
Ricardo Luiz Alves Pereira
Gerente do Sistema de Formação do SEBRAE-MG
Antônio Luís Batista de Figueiredo
Superintendente do SENAR-MA
Daniela de Fátima Nogueira da Silva
Gerente da Divisão Técnica da Diretoria de Educação Profissional do SENAC-MA
17:000h-17:30h – Plenária Final
17:30H – Encerramento com apresentação do Boi de Nina Rodrigues

Luto no futebol maranhense: morre o comentarista Hebert Fontenele

Fontenele lutava contra o câncer de próstata desde 2009, falece nesta terça-feira e deixa um leggado de 55 anos no rádio e no futebol maranhense

O radialista Herbert Fontenele Filho, o comentarista do povão, faleceu nesta terça-feira, aos 73 anos. Piauiense, nascido em Piracuruca, o comentarista esportivo lutava contra o câncer de próstata desde 2009 e estava internado, em estado grave, desde a noite do último domingo. No Maranhão, Fontenele era um dos maiores nomes da crônica esportiva de todos os tempos.  
"Faria tudo de novo", diz Fontenele sobre a carreira de comentarista (Foto: Reprodução / TV Mirante)Hebert Fontenele faleceu por causa das complicações de um câncer de próstata (Foto: Reprodução / TV Mirante)
Atualmente, Fontenele era o comentarista titular da Rádio Mirante AM, onde apresentava o programa Fontenele Comenta. Trabalhava também na TV Mirante, afiliada da Rede Globo, onde comentava e apresentava o bloco de esporte do Bom dia Mirante. Além disso, comentava os jogos do Sampaio no SporTV e no Premiere FC, pelo Brasileiro da Série B.  Sua carreira também foi marcada pela cobertura de três Copas do Mundo, em 1986 (México), 1990 (Itália) e 1994 (EUA).
A sua última transmissão esportiva pela Rádio Mirante AM foi no dia seis de junho, na grande vitória do Sampaio sobre o Ceará por 3 a 1. No SporTV, Fontenele comentou outra vitória do Tricolor, também por 3 a 1, diante do Criciúma, na última sexta, em jogo realizado no Castelão, em São Luís.  
História
Nascido em 23 de dezembro, de 1941, Fontenelle chegou ao Maranhão ainda jovem, com 17 anos. No Estado Timbira iniciou a carreira como jornalista esportivo. Em terras maranhenses, além do jornalismo esportivo, Fontenele se apaixonou pelo Sampaio Corrêa, clube do qual nunca escondeu a sua admiração.
Herbert Fontenele (Foto: Arquivo / Mirante AM)Herbert Fontenele iniciou a carreira no rádio, aos 17 anos (Foto: Arquivo / Talvane Luccato)
Na Rádio Ribamar exerceu a função de repórter e chegou a ser chefe da equipe esportiva. No Grupo Mirante, onde estava atualmente, atuava como comentarista esportivo na TV e na Rádio Mirante AM, onde comandava o programa Fontenele Comenta de segunda à sexta. Foi diretor da emissora, quando da sua fundação em 10 de maio de 1988.
Além disso, foi Secretário de Esporte em São Luís, durante o governo Jackson Lago. Em 2008, foi nomeado adjunto da Secretaria de Esporte do Governo do Maranhão, também na administração e Jackson Lago.
Em meio a toda dedicação ao esporte, em 2009 Fontenele descobriu que estava com câncer de próstata. Os primeiros diagnósticos apontavam que o comentarista esportivo teria apenas mais um ano de vida. Mas com o avanço da medicina e novos métodos de tratamento, Fontec, como era carinhosamente conhecido entre os amigos, teve uma recuperação surpreendente.
Herbert Fontenele (Foto: De Jesus / O Estado)Herbert Fontenele foi homenageado no Troféu Mirante, em janeiro de 2015 (Foto: De Jesus / O Estado)

Por todos os serviços prestados ao futebol maranhense, além de participar da cobertura de três Copas do Mundo, Fontenele foi homenageado pelo Sampaio. Em janeiro de 2014, a sala de imprensa do clube recebeu o nome do comentarista, que também integra o Conselho Deliberativo.
Além disso, em janeiro de 2015, Fontenele foi o homenageado especial do Troféu Mirante Esporte. Com depoimentos de colegas de trabalho, de sua esposa Diva e seus três filhos, o comentarista esportivo recebeu a sua última grande homenagem ainda em vida.
- Isso é uma bênção, receber uma homenagem desse tipo. Faço o que gosto, o que sei fazer, não me imagino fazendo outra coisa. Fico muito grato, eu não mereço tanto, gostaria de ter feito muito mais, mas esse Troféu é a cereja no bolo, veio para coroar - afirmou Fontenele quando recebeu a premiação, no Teatro Arthur Azevedo.


segunda-feira, 15 de junho de 2015

LEMBRA DELE? BATISTUTA, EL BATIGOL! SOFRENDO COM MUITAS DORES, PODE TER PERNAS AMPUTADAS,

Filho e médico negam estado grave de Batistuta e possível amputação

Responsável por cirurgia no tornozelo do ex-atacante há três anos diz que maior artilheiro da seleção argentina pode fazer nova operação para colocar prótese


gabriel batistuta argentina (Foto: agência Getty Images)Batistuta é o maior artilheiro da história da seleção argentina (Foto: Getty Images)
O filho de Gabriel Batistuta, Lucas Batistuta, negou nesta segunda-feira à imprensa argentina que o pai esteja impossibilitado de andar por causa das dores nos tornozelos, como foi divulgado pelo jornal colombiano “Las 2 Orillas” no último fim de semana. O médico Roberto Avanzi, que operou o ex-atacante há três anos, também desmentiu a informação.
A notícia do suposto problema do ex-camisa 9 ganhou bastante repercussão nas redes sociais e nos sites sul-americanos, porém não foi divulgada pelos principais veículos da Argentina. Em contato com jornalistas do "Olé" e do site "TN", Lucas negou que o pai esteja sem andar e cogitando amputar as pernas.
A confusão pode ter sido gerada por uma entrevista de Batistuta em agosto de 2014, quando comentou as dores nos tornozelos e que realmente chegou a cogitar a amputação, mas isso foi desaconselhado pelo médico.
- Não conseguia me levantar da cama e precisava urinar através de uma sonda. Cheguei a pedir a meu médico para cortar minhas pernas fora. Olhava para Oscar Pistorius (importante atleta paralímpico que utiliza próteses nas pernas, e está preso acusado de ter assassinado a esposa) e pensava que aquela era a melhor solução. O médico, porém, não queria. Que depois de operar minha situação ia melhorar. Agora, após uma dúzia de operações, estou voltando a caminhar - disse no ano passado à "TYC Sports".
Nesta segunda, o médico de Batistuta, Roberto Avanzi, foi procurado pela rádio Del Plata para comentar a notícia do jornal colombiano e também negou que hoje o ex-camisa 9 esteja sem caminhar. Porém, Avanzi não descartou nova operação no ex-atacante.
- Bati estava insuportável. Veio um dia ao consultório e me disse: "Quero fazer como Pistorius e cortar os joelhos". Ele disse sério. Ele disse: "Assim não quero viver". Mas isto foi há três anos, não foi agora. Nós conversamos, eu o tranquilizei e fizemos uma cirurgia, só podia ser em um tornozelo. Depois, ele esteve fantástico. Começou a andar a cavalo, a jogar polo de novo e estava. No último ano no Catar, faziam uma infiltração por semana nele, o que deixou os dois tornozelos destruídos. O corticoide come a cartilagem e isso destrói o tornozelo. Agora, queremos operar o outro tornozelo, mas tem que colocar uma prótese. Conversamos outro dia, pois ele está pensando seriamente. Está com dores... As próteses de tornozelo são recentes, só há cinco anos de experiência, e não quero experimentar com ele. Quero ter a segurança que ele andará bem, pedi que espere um pouco para ver os resultados.
Atualmente com 46 anos, Batistuta é o maior artilheiro da seleção argentina, com 54 gols. Revelado pelo Newell's, o ex-jogador passou ainda por River Plate, Boca Juniors, Fiorentina, Roma e Inter de Milão antes de encerrar a carreira no Al Arabi, de Doha, em 2005, por causa das dores.

domingo, 14 de junho de 2015

OS GLADIADORES ERAM GORDOS! DÁ PRA ACREDITAR?

Gladiadores exercitavam-se, mas não eram atléticos, na verdade a sua dieta, a base de vegetais, rica em carboidrato e cálcio ocasional os deixavam gordos.

Artigo traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.
Da primeira vez que li o texto abaixo, foi quando estava lendo material para escrever um artigo sobre o roubo da história. Outro dia, o caso dos gladiadores me voltou à cabeça quando assisti um pedacinho da série “Spartacus” – que mostra os gladiadores como sujeitos sarados, trincados e cortados.
Sabe de nada, inocente.

por Andrew Curry
gladiador
Um juiz observa enquanto dois tipos distintos de gladiadores lutam
até a morte, nesta peça encontrada num cemitério de gladiadores em
Éfeso. O homem no meio – um pesado secutor de armadura – perdeu seu
escudo, deixando-o vulnerável ao quase desnudo reciário, à direita.
O Café Westend, em frente à Estação Central de Viena, é um ponto turístico da cidade. Suas cabines de feltro verde e garçons cansados, de terno preto amassado, viram muito ao longo dos anos. Mas quando ele concordou em me encontrar aqui ao invés de em seu laboratório nos arredores da cidade, Karl Grossschmidt, um paleo-patologista da Universidade Médica de Viena, prometeu me mostrar algo novo mesmo para essa cafeteria centenária. Empurrando para o lado as xícaras de capuccino vazias e os restos de um croissant, Grossschmidt dá uma olhada rápida por sobre o ombro para ver se o nosso garçon está fora de vista. Tudo limpo, ele enfia a mão num saco plastico e tira uma caixa branca de papelão. Dentro dela, protegida por toalhas de papel, está um crânio humano sem mandíbula. Grossschmidt o ergue gentilmente e passa para mim. “Não deixe cair – é de verdade” ele diz.
gladiador
Os três furos no crânio são evidência de morte por tridente, de um gladiador
de Éfeso. Uma imagem gerada por computador mostra como a arma teria
penetrado no crânio.
Eu pego com as duas mãos o crânio de um gladiador romano que viveu, lutou e morreu mais de 1800 anos atrás em Éfeso, onde hoje é o oeste da Turquia. Junto com mais de 60 de seus jovens camaradas, ele foi enterrado em uma cova com 20m2 ao longo da estrada que leva do centro da cidade ao Templo de Ártemis, uma das 7 Maravilhas do Mundo Antigo. O estudo recente dos ossos do único cemitério de gladiadores conhecido está preenchendo as lacunas das fontes literárias e dos registros arqueológicos que dizem respeito a como os gladiadores morriam. Mas a maior revelação a sair do cemitério de Éfeso é o que mantinha os gladiadores vivos – uma dieta vegetariana rica em carboidratos, com suplementos ocasionais de cálcio.Relatos antigos da vida dos gladiadores às vezes se referiam aos guerreiros como hordearii - literalmente, ‘homens de centeio’. Grossschmidt e seu colaborador Fabian Kans sujeitaram fragmentos de ossos à análise isotópica, uma técnica que mede traços de elementos químicos tais como cálcio, estrôncio e zinco, para ver se conseguiam descobrir o motivo. Ele tiveram resultados surpreendentes. Comparados aos habitantes médios de Éfeso, os gladiadores comiam mais plantas e muito pouca proteína animal. A dieta vegetariana nada tinha a ver com pobreza ou direitos dos animais. Os gladiadores, ao que tudo indica, eram gordos. Consumir um monte de carboidratos simples, como centeio, e leguminosas, como feijões, era questão de sobrevivência na arena. Entupindo-se de carboidratos eles ganhavam muitos quilos. ‘Os gladiadores precisavam de gordura subcutânea’, Grossschmidt explica. ‘Um acolchoado de gordura te protege de cortes e escuda os nervos e vasos sanguíneos numa briga’. Não apenas um gladiador magro teria virado carne morta, ele também daria um show ruim. Cortes superficiais ‘aparentam ser mais espetaculares’, diz Grossschmidt. ‘Se eu for ferido apenas na camada gordurosa, eu posso continuar lutando’, adiciona. ‘Não machuca muito, e tem boa aparência para os espectadores’.
gladiadores
A existência da adaga de quatro pontas (a foto mostra uma réplica) era
conhecida por desenhos, mas sua função era um mistéro até que esse
joelho portando uma incapacitante ferida quádrupla foi identificado
Mas uma dieta de centeio e legumes teria deixado os lutadores com uma deficiência séria de cálcio. Para manter seus ossos fortes, relatos históricos dizem, eles bebiam misturas nojentas de carvão ou cinza de ossos, ambas ricas em cálcio. Qualquer que fosse a fórmula exata, a coisa funcionava. Grossschmidt diz que os níveis de cálcio nos ossos de gladiadores eram “exorbitantes”, comparados aos da população em geral. “Muitos atletas de hoje tem que tomar suplementos de cálcio”, ele diz. “Naquela época, já sabiam disso”.Isso não é dizer que vida – ou morte – de um gladiador era agradável. Muitos dos homens que o time de Grossschmidth estudou, morreram apenas após terem sobrevivido a múltiplos golpes na cabeça. “A proporção de feridas no crânio foi surpreendente, uma vez que todos os tipos de gladiadores, exceto um, usavam capacetes”, diz Coleman da Universidade Harvard. Gladiadores geralmente lutavam em combates um-contra-um, com suas armaduras e armamentos projetados para dar vantagens opostas. Por exemplo, um reciário mais leve, sem capacete e quase sem armadura, armado com uma rede e um tridente, lutaria contra um enormemirmilão usando um capacete maciço com pequenas aberturas para os olhos e carregando um escudo grosso e longo. Três dos crânios de Éfeso foram perfurados por tridentes, armas usadas apenas pelos gladiadores. Dez foram esmagados por objetos pesados, talvez golpes de misericórdia com um martelo. Outros ferimentos ilustram a morte ideal do gladiador, ao finalmente aceitar o golpe fatal. Marcas de cortes em 4 dos homens evidenciam um final dramático. “Quando eles perdiam e estavam deitados de barriga para baixo, seus oponentes os perfuravam na altura da escápula, atravessando o coração”. Grossschmidt diz. “Também achamos vértebras com marcas de corte. Elas teriam vindo de uma perfuração por espada, vinda através da garganta e atingindo o coração”.
Texto e imagens retirado integralmente do ótimo Paleodiário

DICA PARA O DIA DOS NAMORADOS PARA HOMENS QUE NÃO SE CONTROLAM

cunhada gostosa lol
Até chorei aqui

sexta-feira, 12 de junho de 2015

COPA DO BRASIL: CBF DIVULGA DATAS DA TERCEIRA FASE

CBF divulga datas e horários de jogos da terceira fase da Copa do Brasil


A CBF divulgou nesta quinta-feira a tabela detalhada de todos os jogos da terceira fase da Copa do Brasil. As partidas serão disputadas nos dias 14, 15, 21 e 22 de julho. Ao todo, sete jogos desta fase já foram disputados, e um classificado para as oitavas de final já foi conhecido: o Ituano, que passou pelo Goiás.
> Confira toda a tabela atualizada
O Flamengo fará sua partida de volta com o Náutico no dia 15, na Arena Pernambuco. No mesmo dia, o Palmeiras faz seu segundo jogo com o ASA. Santos e Sport fazem o segundo duelo do confronto no dia 22.  No jogo de ida, o Leão venceu por 2 a 1. Confira todas as datas:
Terça-feira, 14 de julho
21h Grêmio x Criciúma, na Arena do Grêmio
21h Botafogo x Figueirense, no Nilton Santos (jogo de ida: Figueirense 2 x 2 Botafogo)

Quarta-feira, 15 de julho
19h30 Ceará x Tupi-MG, no Presidente Vargas
21h Vasco x América-RN, em São Januário
22h Paysandu x Bahia, no Mangueirão
22h ASA x Palmeiras, no Municipal de Arapiraca (jogo de ida: Palmeiras 0 x 0 ASA)
22h Náutico x Flamengo, na Arena Pernambuco (jogo de ida: Flamengo 1 x 1 Náutico)

Terça-feira, 21 de julho
21h Criciúma x Grêmio, no Heriberto Hulse

Quarta-feira, 22 de julho
19h30 Tupi-MG x Ceará, no Municipal de Juiz de Fora
19h30 Bahia x Paysandu, na Fonte Nova
22h Santos x Sport, na Vila Belmiro (jogo de ida: Sport 2 x 1 Santos)
22h Ponte Preta x Coritiba, no Moisés Lucarelli (jogo de ida: Coritiba 2 x 1 Ponte Preta)
22h América-RN x Vasco, na Arena das Dunas

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Maranhense é campeão europeu com o Kristall, da Rússia

datinha
Mais uma importante conquista para o maranhense Datinha. Nesse domingo (7), o principal jogador de beach soccer do Estado na atualidade comandou o time russo do Kristall na conquista da Copa dos Campeões da Europa de Beach Soccer, torneio realizado na cidade de Catânia, na Itália. Na decisão, a equipe do jogador maranhense derrotou o Catânia por 6 a 2. Mais uma vez, Datinha foi decisivo para o Kristall. O maranhense marcou um dos gols do título e brilhou em solo italiano. Quem também foi muito bem na partida foi o brasileiro Bruno Xavier, companheiro de Datinha e autor de um gol contra a equipe da casa.
Além do título com o Kristall, Datinha ainda foi eleito o melhor jogador da principal competição europeia.
Com mais estas conquistas na carreira, Datinha se firma como um dos principais nomes do beach soccer brasileiro na atualidade. O maranhense deverá disputar mais uma Copa do Mundo este ano com a Seleção Brasileira.